A notícia acontece, a gente informa

Governo atrasa salário: Taques descumpre lei e provoca greve de professores da Unemat


Da Assessoria da Adunemat

Os professores da Unemat em Alto Araguaia aderiram à paralisação da categoria, que atinge os 13 campi do estado. É o segundo mês consecutivo em que o salário dos docentes atrasa, o que descumpre o artigo 147 da Constituição Estadual, que estabelece o pagamento aos servidores públicos até o dia 10 do mês seguinte ao trabalhado.

A decisão da Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat) é manter as atividades suspensas até que o Governo do Estado honre o compromisso com os servidores. A entidade vai entrar com ação judicial contra o governo Taques para que os salários sejam pagos imediatamente com correção monetária.

Mas ao contrário do que o termo paralisação sugere, professores, técnicos e alunos não estão parados.  Estão sendo mantidas atividades diárias no campus da Unemat na cidade.  O objetivo é discutir a necessidade de manter os investimentos em educação no estado.  Conforme o professor Danilo Persch, Presidente da Sub-seção sindical em Alto Araguaia, a Proposta de Emenda à Constituição mais conhecida como “PEC dos Gastos”, que  prevê congelamento dos recursos destinados a diversos setores da administração pública, vai promover o sucateamento da instituição.

“A Unemat tem hoje cerca de 15 mil estudantes e já formou outros milhares.  O que oferecemos aqui é ensino de qualidade, presencial, com professores qualificados.    Como vamos manter as atividades sem ter como custear, por exemplo, a manutenção dos prédios? Estamos falando aqui da profissão destas pessoas, da oportunidade de uma vida melhor”, explicou.

Os problemas começariam, inclusive, na escolha da palavra gastos.  “Não podemos ver educação, saúde, infraestrutura como gasto. Os serviços públicos são um direito da sociedade e são essenciais para o futuro de todos.  Como serão as próximas gerações de mato-grossenses sem ensino superior, por exemplo?”, disse o professor Gibran Luis Lachowski, tesoureiro da subseção sindical de Alto Araguaia.

A sociedade local é convidada para participar deste debate. Nesta terça-feira, 14, a Adunemat-Alto Araguaia, promove um encontro para falar sobre o tema no Campus da cidade.  O encontro será às 15h, no saguão do Instituto de Linguagens.


// Você deve estar logado com seu perfil no Facebook para comentar. Este espaço visa promover um bom debate sobre o assunto tratado. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser excluídos.
Participe!