PERUCHI
Notícias

Após túnel ser descoberto, presos ameaçam vida de agente penitenciário em Alto Araguaia

Nelli Tirelli Assessoria de Imprensa/SINDSPEN-MT
Nelli Tirelli
Assessoria de Imprensa/SINDSPEN-MT

Durante revistas de rotina na Cadeia Pública de Alto Araguaia, dois celulares, além de um túnel em fase de iniciação na cela 3 da unidade penal foram encontrados pelos servidores. Diante da situação, os agentes penitenciários que realizavam o trabalho retiraram os presos da cela e os transferiram para outra, para que uma revista minuciosa fosse realizada no local.

Diante dos fatos, os servidores contam que a direção da unidade compareceu até a cadeia pública e suspendeu as visitas do dia, além do banho de sol.

“Depois de realizarmos a revista, fomos colocá-los novamente na cela, foi quando eles se recusaram a entrar segurando na bigorna e começaram a nos jogar diversos objetos como vassoura, pedados de pau, garrafas, rodos, entre outros, posteriormente, quando reagimos, começaram a nos ameaçar”, contou o agente penitenciário Djalma Alves de Souza Junior.

Segundo ainda conta o servidor, após os fatos, o diretor da unidade foi acionado novamente e o mesmo liberou as visitas e o banho de sol, mesmo assim, os presos continuaram a ameaçar o servidor.

“Fizeram diversas ameaças, falaram que iriam me matar, que sabiam onde eu morava e disseram, inclusive, meu endereço, que a cidade era pequena e que iram me matar, que para eles era uma questão de honra isso”, contou o agente, afirmando que teme por sua vida e principalmente, pela vida de seus familiares. “Não fizeram ameaças somente a mim, mas também a minha família, o que me preocupa muito”, declarou.

No total, estavam na cela 5 detentos que fizeram as ameaças e que estavam fazendo o túnel. Após os fatos um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Policia, além de uma representação criminal do agente contra os detentos. (Fonte: Nelli Tirelli – Assessoria de Imprensa/SINDSPEN-MT).

 

O OUTRO LADO

diretor da Cadeia Pública de Alto Araguaia, Luiz Gustavo Machado
diretor da Cadeia Pública de Alto Araguaia, Luiz Gustavo Machado

De acordo com o diretor da Cadeia pública de Alto Araguaia, Luiz Gustavo da Silva Machado, a matéria veiculada no site sindspenmt (Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso), não é verídica. Gustavo enviou email a redação do portal ANDREDAFM informando que os servidores realizaram uma revista nas celas onde encontraram aparelhos de celulares e um buraco embaixo da pia do banheiro da cela três.

Confira abaixo email enviado a nossa redação na tarde desta segunda-feira(16).

Informo que o fato relatado não é verídico. Informo que os servidores realizaram uma revista nas celas onde encontraram aparelhos de celular e um buraco em baixo da pia do banheiro da cela 3.Informo ainda que o referido já tinha a tempos onde já havíamos solicitado ao presidente do conselho da comunidade recursos afim de trocar todo o piso das celas e do pátio tendo em vista o tempo que não fora realizados reformas no mesmo.

Outro ponto importante é que recuperandos não realizam túnel de uma cela para outra e para quem conhece a unidade sabe que o buraco encontrado caso realmente fosse usado como túnel cairia na cela 2 da unidade e não para fora da unidade. Informo o que os procedimentos administrativos referente ao mesmo ato foram comunicados a Superintendência de Gestão de Cadeias.

Importante lembrar que na unidade à muros de contenção na parte externa qual os mesmos não conseguem evadir, por isso não há a possibilidade de tentarem qualquer tipo de túnel.
Ao que se refere aa declaraçoes do servidor fora aberto a portaria de número 03/cpaa/padi. Onde a comissão formada por agentes penitenciárias deverá apurar os fatos e os recuperandos responderão pelo cometimento da falta grave.

Os recuperandos qual assumiram ser donos do celular Não tiveram direita a visita, bem como a cela permanecerá sem banho de sol nos próximos dias.

Informo que nossa unidade é conhecida pelos excelentes trabalhos prestados para ressocializar. A imprensa do Sindspen não procurou informações da Direção para publicar a referida matéria.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar