Tô LigadoVariedades

Balanço parcial aponta mais de 23 mil atendimentos durante expedição Araguaia Cidadão

?

O primeiro balanço oficial da expedição Araguaia Cidadão, referente aos atendimentos realizados nos dias 13, 14 e 15 de agosto, apontam um número expressivo: 23.318 atendimentos realizados nas cidades de Alto Araguaia e Araguainha, os dois primeiros municípios que receberam a comitiva de serviços coordenada pelo Poder Judiciário estadual. O Juizado Volante Ambiental (Juvam), com a distribuição de mudas e atividades de conscientização ambiental, registrou até agora o maior número de atendimentos individuais à população (3.730), seguido pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), com 2.577 atendimentos.

Apesar de se tratar do primeiro balanço das ações da Justiça Estadual e parceiros, o coordenador da expedição, juiz José Antonio Bezerra Filho, o “doutor Tony”, como é conhecido, se diz extremamente feliz e satisfeito com os resultados até agora. “Chego a me arrepiar quando passam esses dados. Ontem à noite contabilizamos uma parcial e esses números refletem a credibilidade, a seriedade a qual a gente propôs a todos os municípios. Fomos replicando as boas práticas a todo mundo. Você está vendo os resultados, acompanhando a organização, o carinho, os serviços sendo oferecidos, isso só faz engrandecer o trabalho a qual nos propusemos fazer”, avalia o magistrado.

Segundo ele, o desafio do Araguaia Cidadão, além da organização, são os resultados positivos. “Isso nos deixa envaidecidos, saber que é possível fazer, basta todo mundo acreditar. E o que eu vi aqui é o corporativismo da credibilidade. Todo mundo aceitou a proposição do trabalho, a ideia, e o resultado é esse. Estou muito feliz, muito satisfeito, agradecendo sempre a Deus esses desafios da minha vida”, complementou.

E a população do Vale do Araguaia tem tido à disposição uma variada gama de serviços, como a conscientização do trânsito, ofertada pelo Departamento Estadual de Trânsito, a doação de livros pelo projeto de Inclusão Literária, exposições e ensinamentos do Corpo de Bombeiros, Marinha, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Polícia Civil, cartão do Sistema Único de Saúde, cursos e embelezamento com a Galvan Escola de Cabeleireiros, serviços da Setasc, como plastificação de documentos, foto 3X4, emissão de segunda via da certidão de nascimento etc., serviços do INSS, Tribunal Regional Eleitoral, Receita Federal, livros e brincadeiras com a Biblioteca Itinerante, música de qualidade com o projeto “UFMT com a Corda Toda”, serviços de saúde, orientação jurídica, serviços ofertados pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, entre muitos outros.

Quem também se fez presente ao mutirão, nas ações realizadas na Comarca de Alto Araguaia, foi a Justiça do Trabalho, por meio de palestra proferida pela juíza Karina Rigato, que também distribuiu aos participantes a “Cartilha do trabalho seguro e saudável”. O tema foi segurança no trabalho.

“Acidente de trabalho não vitima só o trabalhador que sofreu o acidente, ele vitima principalmente a família dele, que se vê envolvida por aquela tragédia. Se não acontece o falecimento, ele fica algum tempo acamado, então não consegue fazer as atividades, acompanhar os filhos, acompanhar a rotina diária na casa. Acidente de trabalho acontece muito, principalmente nesses locais onde há muita informalidade. Se o empregador não assina nem a carteira, que dirá fornecimento dos equipamentos de proteção. Levando o acesso à informação sobre direitos e deveres, a gente entende que estamos dando concretude à cidadania”, destacou a magistrada.

Neste sábado (17 de agosto), a expedição Araguaia Cidadão está no município de Ribeirãozinho, onde o atendimento é feito no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), das 9h às 17h. No domingo (18 de agosto), a comitiva chegará a Torixoréu, onde os atendimentos serão feitos na Escola Estadual Febrônio Rodrigues, também das 9h às 17h.

Moções – Em reconhecimento pela idealização e assistência técnica ao projeto Araguaia Cidadão, a Prefeitura Municipal de Ponte Branca entregou nessa sexta-feira (17 de agosto) Moção de Agradecimento a diversas pessoas envolvidas na iniciativa. Do Poder Judiciário foram homenageados o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, o juiz José Antonio Bezerra Filho, o juiz Rodrigo Curvo (Juvam), a juíza-diretora de Alto Araguaia, Marina França, as assessoras da Justiça Comunitária Tatiane Guerra e Gabrielle Lima.

Lígia Saito (texto e fotos)Coordenadoria de Comunicação do TJMTimprensa@tjmt.jus.br(65) 3617-3393/3394/3409

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar