Peruchi Eletro
DestaquesNotíciasVariedades

Bombeiros do Futuro – um projeto social que veio para ficar

Foto divulgação

Por Ismael Roberto

O Projeto Social Bombeiros do Futuro é um curso que tem como missão contribuir na formação humana e cidadã de crianças e adolescentes que estão em situação de vulnerabilidade e carece de inclusão social, por meio da empatia e peculiaridade da imagem e disciplinas dos bombeiros militares.

Alto Araguaia foi contemplada com a 1ª edição do projeto, lançado no início deste semestre, em parceria com a Promotoria Pública, Vara do Trabalho, Conselho Comunitário de Segurança de Alto Araguaia e da prefeitura municipal. Tem como principal agente educador o Núcleo Bombeiro Militar de Alto Araguaia, sob o comando do Subtenente Manoel Eduardo Gonçalves.

O projeto foi criado, em 2008 pelo Núcleo de Bombeiro Militar da cidade de Sorriso (MT), 398 Km de Cuiabá e acabou ganhando repercussão estadual.

Conhecendo o projeto:

Segundo o 3º Sargento do Corpo de Bombeiros, John Wesley Oliveira da Silva, 29 anos, o objetivo do projeto é usar a imagem do Corpo de Bombeiros para incentivar as crianças, onde que através da hierarquia disciplinar do militarismo auxilia as crianças e adolescentes na formação cívica e de cidadania, procurando incentivar a frequência e boa conduta na sala de aula, despertar a solidariedade, o senso crítico, o interesse, a criatividade e o espírito participativo e também potencializando o senso de responsabilidade para com a família, a escola e a comunidade. O projeto visa também despertar o interesse dos integrantes para no futuro fazerem carreira na instituição.

No projeto os integrantes aprendem sobre princípios de meritocracia, aperfeiçoamento dos padrões éticos, morais, culturais; busca desenvolver respeito à vida; amor à pátria; dá noções de boas maneiras, além de incentivo aos esportes e outras competições. Procurando desenvolver valores e princípios éticos, morais e respeitoso.

No curso as crianças e adolescentes terão noção de saúde e higiene; educação para o trânsito; ordem unida, Cidadania, moral e civismo; prevenção de incêndio e noções de primeiros socorros; salvamento e altura; busca e resgate e salvamento; sobrevivência na mata e, participam também de palestras sobre sexualidade, higiene bucal e prevenção ao uso de drogas, proporcionadas por uma equipe multidisciplinar de dentistas, psicólogos, militares e órgãos como Detran.

Atualmente o projeto contempla 52 alunos do ensino médio, de escolas da rede pública e privada, com idades entre 9 a 13 anos, do sexo masculino e feminino.

Os alunos têm aulas sempre aos sábados das oito ao meio dia. Sendo que os educandos devem comparecer uniformizados e, fazem o asteamento da bandeira, cantando o hino nacional, passam por uma revista; participam de atividades físicas, aulas teóricas e práticas; palestras e assistem vídeos educativos. E, também os jovens são servidos com lanche, no intervalor das aulas e atividades.

O projeto tem como instrutores o subtenente Gonçalves, o sargento John Wesley, o soldado Freitas e outros militares que estão de serviços.

A turma desta 1ª edição será formada até junho de 2020. O projeto tem perspectiva de novas edições por conta da alta demanda.

Reconhecimento:

De acordo com a mãe do aluno Arthur A. S. C., 10 anos, Valdirene Ramos de Souza tem percebido que seu filho está mais desinibido, prestativo e atencioso com as pessoas da casa e está também fazendo mais exercícios físicos. Ela alega que está gostando muito dos resultados observados na conduta de Arthur, que se encontra bastante entusiasmado em participar do projeto.

Outra mãe que também observou mudanças no seu filho Victor G. M. S. C., de 11 anos, foi a funcionária pública Mariana de Souza que afirma que Victor está mais disciplinado, educado e se interagindo mais com os amigos. Mariana espera que o projeto tenha continuidade justamente para atender mais crianças e adolescentes. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar