Com aumento de casos, decreto proíbe festas e reforça uso obrigatório de máscara em Alto Araguaia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

COMBATE À COVID-19

 

O município de Alto Araguaia (415km de Cuiabá) retomou a proibição de festas, shows ao vivo e eventos que causem aglomeração. As medidas em decorrência do aumento no número de casos de Covid-19 no município constam no decreto 01/2022, publicado nesta sexta-feira (07).

As regras reforçam ainda o uso obrigatório de máscara cobrindo o nariz e a boca, higienização com álcool 70% e marcação de distanciamento em instituições públicas, privadas, religiosas e comerciais.

Ainda, conforme o documento, bares e restaurantes poderão funcionar observando a capacidade de pessoas sentadas e o distanciamento de um metro e meio entre as mesas. Distribuidoras de bebidas poderão funcionar apenas para retirada, sem consumo no local. O decreto também proíbe a utilização de som automotivo, de modo a gerar aglomeração em seu entorno em vias públicas.

As medidas valem pelos próximos 15 dias e podem ser prorrogadas de acordo com orientação da vigilância epidemiológica. O documento aponta que o órgão fará relatórios informando os locais de onde são provenientes cada foco de covid-19 no município.

“Com a diminuição dos casos e vacinação, muitos deixaram as medidas individuais e coletivas de proteção. Precisamos que todos tenham responsabilidade e consciência, que vacinem e principalmente que usem máscara e adotem as medidas de biossegurança, caso contrário o resultado será o aumento dos casos, lotação das unidades de saúde e hospital”, afirma o prefeito do município, Gustavo Melo.

AUMENTO DOS CASOS – Nos primeiros seis dias do ano, os diagnósticos de confirmação da doença tiveram um crescimento acelerado, chegando a 81 positivos ativos, conforme o último boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (06). O maior número já registrado foram de 78 casos em junho e 71 em julho de 2021.

De acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica, Alto Araguaia chegou a ficar 30 dias sem nenhum registro de novos casos entre outubro e novembro do ano passado.

No primeiro ano da pandemia, o maior número de casos foi em agosto, com 69 positivos ativos, e em setembro, com 55 casos. Alto Araguaia registra até o momento 1739 infectados e 32 óbitos.

 

Shopping Basket
%d blogueiros gostam disto: