PERUCHI
Notícias

Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Barra do Garças prendeu mais 2 indivíduos envolvidos nos crimes de sequestro, roubo, tortura, associação criminosa, porte e posse ilegal de arma que repercutiram em Barra do Garças

Divulgação

A Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grossoatravés da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Barra do Garçascumpriu através dos investigadores de polícia as prisões preventivas dos investigados,Adair da Silva Assunção, vulgo “Cocó” ou “Surubim” e Tayrone Alves Silva,em Barra do Garças, perpetrados em tese, contra a vítima Liomar.

A vítima Liomar foi abordada no estado de Goiás pela associação criminosa e depois foi conduzido até Barra do Garças, onde ficou com sua liberdade cerceada num cativeiro, localizado no Bairro São João, em Barra do Garças-MT.

Oscrimes de sequestro, roubo, tortura, associação criminosa, porte e posse ilegal de arma de que repercutiramem Barra do Garças, já que os investigados foram extremamenteagressivos e disseminaram o terror na vítima. Tanto é assim, que a vítima ficou privada de alimentação e água durante quase 24 horas que ficou sob o poder dos meliantes.

Ademais, para se ter ideia da gravidade dos fatos, a vítima foi obrigada a urinar em suas vestes, uma vez que os criminosos não deixaram ela ir ao banheiro e também os criminosos usaram drogas, dando “baforada” de fumaça de maconha no rosto da vítima dizendo a toda instante que iriam matá-la.

Não bastasse isto, um membro da associação criminosa teria obrigado a vítima a inserir o nomes de seus familiares e grau de parentesco, afirmando que se a vítima dissesse alguma coisa à Polícia, os criminosos procurariam cada um de seus parentes para acertar as contas, numa verdadeira intimidação e retaliação.

Na ocasião foram subtraídos mediante grave ameaça vários pertences da vítima na ocasião.

Segundo o delegado Joaquim Leitão Júnior, osinvestigados,Adair da Silva Assunção e Tayrone Alves Silva, possuem inúmeras passagens criminais e não possuem condições mínimas de serem reiterados ao seio social.

Em seu interrogatório, Adair da Silva Assunção, vulgo “Cocó” ou “Surubim”, confessou o crime com extrema frieza e confidenciou inclusive ser membro do“Comando Vermelho” em Barra do Garças-MT.

Diante disso, a Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grossoatravés da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Barra do Garçasrepresentou pelas prisões preventivas e deu cumprimento da prisão preventiva decretada pelo Poder Judiciário em face dos investigados.

Os investigados,Adair da Silva Assunção, vulgo “Cocó” ou “Surubim” e Tayrone Alves Silva, foram encaminhados à Cadeia Públicae ficarão à disposição da Justiça.

Após a conclusão de uma etapa das investigações, surgiram mais nomes de 2 pessoas que foram identificadas e em breve a Polícia representará pela prisão preventiva dessas pessoas.

As investigações prosseguirão visando elucidar outras pessoas envolvidas, além dessas duas pessoas.

 

Da assessoria PJC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar