PERUCHI
Notícias

Deputado Silvano propõe Semana de Prevenção e Combate à Meningite

silvano-amaral-640x426
Dep. Est. Silvano Amaral

Tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Projeto de Lei nº 642/2015 que dispõe sobre a instituição da “Semana Estadual de Prevenção e Combate à Meningite”. A iniciativa, de autoria do deputado estadual Silvano Amaral (PMDB), deve reduzir o índice de pessoas acometidas pela doença no estado.

Existem dois tipos de agentes que levam à Meningite: vírus e bactérias. As virais costumam ser benignas, sem grandes complicações neurológicas e, geralmente, não necessitam de tratamento. Já as causadas por bactérias, especialmente ocasionadas pelos micro-organismos pneumococo, meningococo e hemófilos, são mais sérias e exigem tratamento urgente e rigoroso com antibióticos. Contagiosa, pode ser disseminada através de secreções respiratórias e da garganta (saliva).

Sobre a proposta, o parlamentar quer que os estabelecimentos estaduais de saúde promovam e participem de atividades voltadas à prevenção da meningite, por meio da divulgação  de campanhas educativas e realização de exames. Para isso, o Poder Executivo, por meio de órgãos competentes, incentivará e apoiará a participação das unidades estaduais relacionadas à saúde e de todas as administrações municipais do estado de Mato Grosso, bem como dos diversos organismos relacionados com o tema.

Segundo o deputado, o que mais chamou a atenção dele sobre a doença é a forma como ela age no organismo, pois além de contagiosa, tem início repentino e evolução rápida – podendo levar a óbito em menos de 48 horas. É tão grave que chega a matar em cerca de 10% dos casos e atinge 50% quando a infecção alcança a corrente sanguínea, tornando-se indispensável o tratamento médico.

“Mato Grosso já registrou surto da doença, o que resultou em fechamento de escolas em Pontes e Lacerda, na morte de um delegado de polícia de Sinop e também de um jovem de 18 anos, de Juscimeira. Apesar de existirem as vacinas preventivas tanto para crianças, como para adultos, qualquer cuidado ainda é pouco. Por esse motivo consideramos importante uma semana específica para discutir o assunto e promover a conscientização ao emitir um alerta sobre essa doença que pode matar em tão pouco tempo”, observou Silvano.

Os sintomas mais comuns da meningite são: febre alta repentina; forte dor de cabeça; pescoço rígido; vômitos e náusea; confusão mental e dificuldade de concentração; convulsões; sonolência; fotossensibilidade (sensibilidade anormal da pele à ação de raios solares); falta de apetite, rachaduras e presença de manchas vermelhas na pele.

Quanto ao trâmite do projeto de lei, o mesmo se encontra na Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social. Após apreciação da Comissão de Mérito, a proposta segue para Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa, onde será analisada a constitucionalidade da matéria. A proposição, caso receba parecer favorável da CCJR, será encaminhada ao Plenário para aprovação dos 24 deputados e posteriormente, encaminhada à sanção governamental. A lei entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial do Estado (DO).

 

Joelma Pontes – Assessora de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar