Peruchi Eletro de Alto Araguaia
Notícias

Dilma envia MP que libera fundo de apoio a exportações e anuncia universidade federal no MT

Presidenta Dilma Rousseff e o senador Wellington Fagundes. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Presidenta Dilma Rousseff e o senador Wellington Fagundes. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, nesta quarta-feira (23), que enviará ao Congresso Nacional uma Medida Provisória para autorizar o pagamento do Auxílio Financeiro para Fomento às Exportações (FEX), que deve liberar R$1,95 bilhão a estados e municípios exportadores. Durante encontro com parlamentares mato-grossenses, a presidenta também anunciou a autorização para a criação de mais uma universidade federal, que terá sede em Rondonópolis, na região sul do Mato Grosso.

Segundo o senador Wellington Fagundes, a liberação do FEX vai garantir auxílio financeiro fundamental para Estados e municípios exportadores que têm sido responsáveis pelo desempenho positivo da balança comercial brasileira.

O repasse foi criado pela União para compensar os estados pelas perdas com a Lei Kandir, que desonerou o Imposto sobre Comércio e Produtos (ICMS) das exportações de produtos primários e semielaborados.

Universidade Federal
Durante o encontro com a presidenta Dilma, da qual também participou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o senador Wellington Fagundes e os deputados Ságuas Moraes, Carlos Bezerra e Valtenir Pereira foram informados de que o governo encaminhará ao Congresso o projeto para criação da Universidade Federal de Rondonópolis. Para Wellington Fagundes, a criação de uma nova universidade federal vai promover o desenvolvimento regional e, acima de tudo, incentivar a promoção de conhecimento. “É o reconhecimento de uma região que contribui muito para o Brasil. Inúmeras pessoas serão beneficiadas direta e indiretamente, porque a universidade não só produz aquilo que é mais importante, que é o conhecimento, mas também abre uma série de oportunidades”, afirmou o senador.

De acordo com Fagundes, a instalação da nova universidade da região vai impactar diretamente 1,5 milhão de habitantes da região sul de Mato Grosso, mas também deve atrair interesse de pessoas de todo o estado e do restante do Brasil. “Mato Grosso é um estado de 900 mil quilômetros quadrados e temos apenas 3,5 milhões de habitantes. Não é uma população muito grande mas é um estado que recebe pessoas de todos os lugares. É um estado de oportunidades”, frisou.

 

blog.planalto.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar