Em novo decreto, Alto Araguaia acompanha medidas restritivas adotadas pelo governo do Estado

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Um novo decreto publicado pela Prefeitura de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) nesta terça-feira (01) retoma restrições já adotadas nos últimos dias e acompanha as medidas determinadas por meio do Decreto Estadual nº 836/2021. As principais mudanças estabelecem horários para comércio e circulação de pessoas, o endurecimento de regras para evitar aglomeração e a disponibilização de tendas por parte das instituições bancárias.

Em relação às atividades e serviços, o horário de funcionamento está suspenso das 20h às 5h de segunda a sexta-feira, enquanto que aos sábados e domingos as atividades devem encerrar às 12h. Já o sistema de delivery e retirada no local está permitido até à meia noite, incluindo sábados e domingos. Consumo de bebidas alcoólicas está proibido em qualquer estabelecimento assim como a comercialização após os horários por meio de delivery. O documento também proíbe a circulação de pessoas com toque de recolher das 21h até às 5h. As medidas seguem o horário de Brasília.

Para evitar aglomerações seja em local público ou privado, o decreto proíbe atividades de lazer como em bares, clubes, festas particulares e jogos esportivos.

As medidas previstas para instituições religiosas limitam a entrada de 30% da capacidade local e ainda estabelece o máximo de 50 pessoas. Já as instituições bancárias além de manter o controle de fluxo interno e externo, devem obrigatoriamente disponibilizar tendas na parte externa.

O documento cobra ainda ações de segurança e higiene para o comércio em geral. Aferição de temperatura, uso obrigatório de máscara, disponibilização de álcool 70%, meios de higienização, controle de fluxo, marcas de distanciamento e a proibição do uso de provadores, são medidas que devem ser seguidas.

Conforme prevê o Decreto Estadual, as normas serão fiscalizadas pelas equipes da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

 

Shopping Basket
%d blogueiros gostam disto: