PERUCHI
Notícias

Em um único dia, Secretaria de Meio Ambiente de Alto Araguaia captura tamanduá-mirim, curicaca e tatú

Alto Araguaia, MT – O aparecimento de animais silvestres na área urbana de Alto Araguaia (Sudeste de Mato Grosso) tem sido cada vez mais constante. E os fatores estão relacionados à degradação do meio ambiente, que tem provocado a escassez de espaços florestais e de alimentos. Com isso, os animais costumam aparecer em áreas residenciais, o que causa susto e dúvidas aos moradores sobre como lidar com a situação. Somente na tarde desta sexta-feira (11/12), os profissionais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano capturaram três animais silvestres na área urbana, sendo um tatú, um tamanduá-mirim e uma curicaca.

Foto: Marcos Cardial
Curicaca foi primeiro animal capturado. Foto: Marcos Cardial

Em todos os casos, os profissionais foram acionados por moradores para promover a captura. A Secretaria de Meio Ambiente orienta a população a não tentar capturar animais silvestres para evitar riscos de acidentes.

A cidade de Alto Araguaia está localizada às margens do Rio Araguaia. É cortada por diversos córregos e uma das principais causas do aparecimento de animais silvestres na área urbana está relacionada ao desmatamento ilegal, queimadas e neste período do ano às cheias dos rios da região, que fazem com que os animais saiam à procura de abrigo e adentrem no perímetro urbano.

AS CAPTURAS

O primeiro animal capturado foi a curicaca. A ave estava nas proximidades da Rua 34, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Moradores observaram que ela apresentava dificuldades para voar e acionaram a Secretaria de Meio Ambiente. Após ser capturada, a ave passou por avaliação e constatou-se que a asa esquerda apresentava um ferimento possivelmente provocado por uma linha de anzol. A curicaca ficará em observação. Assim que apresentar melhoras e puder novamente voar será promovida a soltura.

O último animal capturado na tarde de sexta-feira foi um tatú, também devolvido ao seu habitat.
O último animal capturado na tarde de sexta-feira foi um tatú, também devolvido ao seu habitat.

O segundo bicho capturado na tarde de sexta-feira foi um tamanduá-mirim fêmea. O animal estava em uma residência no Bairro Gabiroba. É provável que o bicho tenha saído de uma reserva nas proximidades do bairro e se deslocado em via pública em busca de refúgio. O tamanduá-mirim é adulto e após passar por avaliação foi solto em um maciço florestal já na zona rural do município de Alto Araguaia.

O último animal capturado na tarde de sexta-feira foi um tatú, também devolvido ao seu habitat.

O ambientalista Nelsoney da Costa Marques já se deparou com diversas situações. Ele tem técnica apurada para fazer o procedimento de captura. “É importante observar o comportamento do animal. É natural que um animal asselvajado fique assustado quando alguém se aproxime dele, podendo atacar por se sentir ameaçado, principalmente se estiver com cria”, esclarece. “Mas sempre nos cercamos de todos os cuidados. Importante os moradores nos acionarem para que façamos a captura com segurança”, completou.

O segundo bicho capturado na tarde de sexta-feira foi um tamanduá-mirim fêmea.
O segundo bicho capturado na tarde de sexta-feira foi um tamanduá-mirim fêmea.

O coordenador de Meio Ambiente, Ondino Lima, fez um alerta aos moradores. Em caso de aparecimento de animal silvestre em residências ou mesmo na rua é imprescindível que seja feito contato com a Secretaria de Meio Ambiente através do fone 3481-2639. “Nunca maltratar o animal e também evitar que chegar perto, visto que o risco de acidente é muito grande. Acionem a Secretaria de Meio Ambiente como foi feito nestes casos especificamente”, disse.

 

Informações à imprensa:
Marcos Cardial – Assessoria de Imprensa
Contato: cardialsouza@gmail.com
(66) 9951-3010/9207-7767
www.altoaraguaia.mt.gov.br
Fanpag: Prefeitura da Cidade de Alto Araguaia
Twitter: @prefaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar