Notícias

Filhote de anta é resgatado em propriedade rural em Alto Araguaia

Alto Araguaia, MT – Um filhote de anta foi resgatado no início dessa semana em uma propriedade rural a cerca de 12 km da área urbana do município de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá). O animal foi avistado vagando debilitado em meio a uma plantação de eucalipto. O funcionário da fazenda Santa Lúcia, João Carlos Borges, foi quem se deparou com o pequeno mamífero que aparentemente tem cerca de quatro meses e imediatamente acionou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano.

No dia anterior, funcionários da mesma propriedade avistaram duas carcaças de anta mortas muito próximas à linha do trem. Eles acreditam que um dos animais é a mãe do filhote encontrado perdido. Ele estava com fome e sede. “Assim que vi o filhote, parei o trator e o trouxemos para a sede da fazenda. Nossa preocupação foi justamente com o que fazer, pois ela estava bem debilitada. Foi então que acionamos a Secretaria de Meio Ambiente”, relatou.

Além do desmatamento e das queimadas, outro fator que tem colocado em risco a vida de animais silvestres na região é a passagem do trem que deixa um rastro de grãos ao longo da linha.
Além do desmatamento e das queimadas, outro fator que tem colocado em risco a vida de animais silvestres na região é a passagem do trem que deixa um rastro de grãos ao longo da linha.

Ainda na propriedade, o médico veterinário Vitor Gomes, da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEMAPA) fez um exame clínico no animal e não detectou nenhuma fratura ou ferimento. Desde que foi resgatado filhote recebe cuidados especiais, inclusive com alimentação balanceada para recuperar o peso. Ele acredita que a pequena anta estivesse vagando no entorno da propriedade à procura da mãe. O veterinário acredita que o filhote estava há dois dias sem se alimentar.

Além do desmatamento e das queimadas, outro fator que tem colocado em risco a vida de animais silvestres na região é a passagem do trem que deixa um rastro de grãos ao longo da linha. A fonte de comida fácil tem atraído os animais que acabam sendo atropelados. “Temos denúncias que vários animais silvestres são mortos todos os dias atraídos justamente por esses grãos que caem ao lingo da via. Já mantivemos contato com a concessionária e vamos reforçar a necessidade para que medidas sejam tomadas visando mitigar essas mortes de animais”, disse secretário de Meio Ambiente, Jéfferson Luiz Berigo.

DADOS ASSUSTADORES

Um levantamento divulgado pela Associação Protetora dos Animais Silvestres (Apas), no início de setembro revelou que a cada ano 400 milhões de animais silvestres são atropelados no mundo. Só no Brasil são, anualmente, 750 mil atropelamentos, o que equivale a 2.055 vítimas diariamente.

 

Informações à imprensa:
Marcos Cardial – Assessoria de Imprensa
Contato: cardialsouza@gmail.com
(66) 9951-3010/9207-7767
www.altoaraguaia.mt.gov.br

Foto: Marcos Cardial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar