PERUCHI
DestaquesNotíciasVariedades

Gustavo Melo, imprudente ou despreparado? Por Carlos André

Prefeito Gustavo Melo. Foto: André da FM

Carlos André, repórter do site André da FM

Justificar a crise financeira do município de Alto Araguaia na falta de recursos financeiros e os pequenos custos representados pelo repasse que a prefeitura deve fazer mensalmente ao Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores Públicos de Alto Araguaia (PREVIMAR) é uma falácia que precisa ser, definitivamente, desmascarada.

Os prejuízos causados pela irresponsabilidade do atual Prefeito, Gustavo Melo, no trato da gestão pública ao longo dos últimos anos, contabilizam valores muito superiores àqueles pagos à previdência municipal.

Entre tantas mazelas estão algumas despesas autorizadas pelo Prefeito, as quais iremos enumerar poucas que chegaram ao nosso conhecimento.

Embora, nos dias de hoje, a prefeitura possui uma procuradoria equipada, composta por dois advogados e diversos assessores, a prefeitura de Alto Araguaia, recentemente, contratou um escritório de advocacia. Para efetuar o pagamento deste escritório, o Prefeito empenhou R$ 240.000,00 (duzentos e quarenta mil reais), isto significa que o Gestor poderá pagar esse valor no ano de 2019, se dividirmos esse valor por 12 meses, chegaremos ao valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) por mês, ou seja, este é o valor que a prefeitura poderá pagar por mês. Em gestões anteriores, a prefeitura não pagava mais do que R$ 6.000,00 (seis mil reais) mensais pelo mesmo serviço.

Outro contrato que o valor é extremamente alto é o sistema que a prefeitura contratou em 2017, primeiro ano de gestão do atual Prefeito, o valor é de R$ 33.000,00 (trinta e três mil reais) mensais. Segundo o Tribunal de Contas do Estado, o Prefeito direcionou a licitação para a contratação do sistema. Lembrando que nas gestões passadas, a prefeitura jamais pagou mais de R$ 15.000,00 (quinze mil reais), ou seja, a prefeitura sempre pagou a metade do valor pago atualmente.

Um fato inusitado é a construção de mata burros que está sendo feita pela prefeitura, tal construção é fruto do programa denominado de “estrada sem porteira”, o qual é autorizada por Lei; ocorre que o Prefeito tem feito mata burros em lugares que nem cerca tem, veja na imagem abaixo:

Foto: André da FM

Outro fato curioso que aconteceu na atual gestão, foi o Prefeito ter ordenado a substituição de uma ponte que era de madeira, por uma de concreto, para tanto, a prefeitura gastou cerca de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais), até aí tudo bem, ocorre que essa ponte fica dentro da fazenda do Senhor Milton, conhecido na região do vale do araguainha como “Miltão”, não sabemos se a ponte fica em uma rodovia municipal, o fato é que a ponte só beneficia um único fazendeiro, somente o senhor Miltão.

Não sabemos qual critério o Prefeito utiliza para reformar as pontes de nosso município; porém, o Prefeito ordenou a reforma de uma ponte na rodovia municipal número 05, esta ponte só beneficia duas propriedades, uma delas pertence ao senhor Sebastião Botelho, avô do Prefeito, a outra propriedade estava desabitada na época da reforma da ponte.

O Prefeito, que recebe à título de verba indenizatório o valor de R$ 13.800,00 (treze mil e oitocentos reais) e deveria utilizar a totalidade desses recursos em viagens para Cuiabá ou Brasília, para trazer benefícios para Alto Araguaia, deixou escapar, recentemente, em um grupo de whatsapp, que está guardando a verba indenizatória para a campanha de 2020, em seguida, apagou a mensagem; porém, alguns membros do grupo conseguiram fazer print antes do Prefeito apagar, certamente enviou a mensagem no grupo por engano.

Foto reprodução WhatsApp

A prefeitura realiza mil e quinhentos pagamentos por mês, esses foram apenas alguns pagamentos efetuados pela prefeitura que tivemos acesso.

Enquanto o atual Gestor age sem pena do dinheiro público, Alto Araguaia mergulha em uma crise fiscal, estima-se que, caso o atual Prefeito não comece, desde já, a cortar esses gastos, a próxima Gestão herdará uma dívida de mais de 10 milhões de reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo