NotíciasVariedades

Juscelino Kubitschek em Alto Araguaia – MT

Juscelino Kubistschek descendo do avião na pista de pouso da fazenda do senhor Joaquim Salgueiro (Santa Rita – 1955)

Texto escrito por MILTON PESSOA MORBECK FILHO

Fonte: internet e Pedro Rodrígues Lima (testemunha ocular da história)

No dia 04 de abril de 1955 Juscelino visitou a cidade de Jataí – GO. O motivo da visita era por ser Jataí – GO a cidade brasileira com maior percentual de adeptos do (PSD), partido pělo qual JK concorreria á presidencia da república.

Outro motivo era porque lá morava um antigo colega de faculdade de medicína, seu amigo o médico Dr. Serafim de Carvalho. Após uma béla recepcão foi realizada uma passeata do aeroporto local até o centro da cidade. Em todo trajeto foram lançadas lindas flores.

Foi realizado um comício e nesse palanque em Jataí – GO foi questionado pelo vereador Antonio Soares Neto e anunciado por Juscelino, a construção e a mudança da capital federal para Brasília.

Estava presente em Jataí no dia 04 de abril de 1955 para ver JK, o senhor Cacildo Hugueney e o Coronel Ondino Lima, prefeito e vice-prefeito em Alto Araguaia. Tiveram a oportunidade de conversar com Juscelino e Ihe fazer um convite para que ele visitasse também Alto Araguaia. O convite foi aceito na hora.

No dia 24 de maio de 1955 mais ou menos 10h da manhã o avião DC3 trazendo JK e comitiva aterrissou no aeroporto da fazenda Salgueiro em Santa Rita do Araguaia -GO. Foi um delírio total. Muita gente para recepciona-lo, pessoas de todas as cidades vizinhas. O cortejo veio para Alto Araguaia num percurso de mais ou menos 6KM com inúmeros carros e mais de 200 cavaleiros. Juscelino veio montado no cavalo de nome Apaixonado de propriedade do Coronel Ondino. Após a passeata o cavalo passou ser chamar Presidente, foi aposentado e nunca mais foi montado por alguém.

JK ficou hospedado na casa do prefeito de Alto Araguaia, Sr. Cacildo Hugueney, onde é hoje a Drogaria Ação. O comício muito emocionante foi em frente onde é hoje o Posto N° 1. Local onde foi erguida uma estátua do visitante ilustre. O palanque foi a carroceria de um caminhão. Durante sua fala Juscelino explicava que foi um menino pobre nascido em Diamantina – MG, terra dos diamantes. Um senhor por apelido de Cuiabano, pessedista rocho, casado com a senhora Jandira, gritou no meio da multidão: ” e o senhor é o mais precioso diamante de Diamantina”. JK o convidou para subir no palanque, foi uma pausa de um longo e emocionado. abraco. Usou da palavra também na ocasião o Advogado Dr. João Neto representando Alto Araguaia e cidades vizinhas.

Á noite do mesmo dia aconteceu o bailão no rancho alegre do partido do presidente (PSD), ao lado onde hoje é a casa comercial Agrocampo. A construção era de piso de cimento com cobertura de palha de buriti. Na ocasião em Alto Araguaia não tinha prédios para festas dessa envergadura.

Juscelino muito simples se sentiu a vontade, pediu para dançar. Pedro Lima muito emocionado e com alguns wisks na cabeça foi o intermediário. Apresentou-lhe a filha de um fazendeiro, senhor Eliezer Bernardes, uma linda morena de nome Neiva a quem convidou para dançar. A segunda moça com quem dancou foi com a jovem Darci, cunhada do advogado e posteriormente juiz de direito em Alto Araguaia, Dr. João Neto. Dona Manuela senhora bastante conhecida na cidade, grávida com um enorme barrigão, chamou o Pedro Lima e disse que o seu maior desejo era dançar com Juscelino. Pedro comunicou ao dançarino que gentilmente beijou a mão daquela senhora e seu sonho foi realizado. Foi um baile espetacular animado pelo sanfoneiro Lídeo e seu conjunto, de Guiratinga – MT.

Juscelino na despedida de Alto Araguaia muito contente com visita, recepção, comício, baile, prometeu que voltaria a Alto Araguaia como presidente.

Depois de certo tempo após assumir a presidencia da república, o presidente marcou para vir a Alto Araguaia, mas por motivo de muitas greves que aconteciam no Rio de Janeiro, capital federal na época, não pode comparecer. Enviou como representante o Deputado Federal por Minas Gerais e chefe da casa civil, Senhor Renato Azeredo, pai de Eduardo Azeredo, ex -governador e ex – senador por Minas Gerais.

Acompanhou o representante de Juscelino o senhor Carlindo Hugueney, filho de Alto Araguaia que foi mínistro do Tribunal de Contas da União. Renato Azeredo foi recepcionado no clube local onde é hoje a sede do Rotary Clube com um baile muito animado ao som do famoso conjunto do China, de Cuiabá. O pessoal muito bem vestido com lindas moças, impressionou o chefe da casa civil. Após a festa a “diretoria” se reuniu na casa do Coronel Ondino onde funciona hoje a rádio Aurora FM. Estava presente entre outros Pedro Lima, Cacildo Hugueney e Coronel Ondino Lima comendo uma linguica feita e frita por Dona Aurora, esposa do senhor Ondino.

Lá pelas 5h da manhã o representante do presidente se desculpou pelo não comparecimento do mesmo e disse que JK pediu para confirmar o presente prometido á dona Nair, esposa do prefeito Senhor Cacildo Hugueney, uma agencia do Banco do Brasil para nossa cidade. Uma semana após a vinda de Renato Azeredo foi publicado no Diário Oficial a instalação da referida agência. O terreno para construção do banco foi doado pelo Coronel Ondino Lima e dentro de 60 dias o prédio construído pelo senhor Pelichim e seu filho Abadio Gomes foi entregue. O banco era onde funcionou por muitos anos a Exatoria Estadual. Foi uma das primeiras agência do Banco do Brasil no interior de Mato Grosso.

Essa é a história da visita de Juscelino Kubitschek de Oliveira a Alto Araguaia no dia 24 de maio de 1955. Completando portanto 63 anos. JK é considerado o melhor presidente da República do Brasil. Cumpriu sua promessa de campanha: “farei o Brasil crescer e se desenvolver 50 anos em 5.” Foi o político que governou para o bem, e não para se dar bem.

Em 2001 através de uma eleição publicada pra revista ‚“Isto É,“Juscelino Kubitschek de Oliveira foi eleito o brasileiro do Século.

Alto Araguaia, 23 de maio de 2018.

Milton Pessoa Morbeck Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar