Litro da gasolina custa em média 67% mais que querosene de aviação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Combustível fica armazenado, geralmente, nas asas e barriga do avião, que podem ter capacidade para até centenas de milhares de litros

 

Como é o combustível de um avião? Quanto custa? O mais popular é o querosene de aviação, e há uma surpresa com relação ao seu valor: a gasolina dos carros está muito mais cara: 67% a mais que o querosene.

O litro do QAV (querosene de aviação) era vendido ao consumidor final por uma média de R$ 3,787 em outubro. No mesmo período, a gasolina comum dos carros custava R$ 6,341 na bomba. Os dados são de levantamento nacional da ANP (Agência Nacional do Petróleo). Esses números são uma média, e podem ser encontrados valores maiores e menores.

Normalmente, a gasolina dos carros é mais cara mesmo que o querosene dos aviões. Mas a diferença ficou muito grande nos dois últimos anos. Em outubro de 2020, a diferença média foi alta também (78%). Mas em outubro de 2019, era de 48%. Em novembro de 2018, estava em 32% (outubro de 2018 não está disponível no site da ANP).

O combustível de aviação é um produto cercado de peculiaridades que o diferenciam do combustível de um automóvel. Ele precisa ser capaz de operar em ambientes com temperaturas que vão desde os -50º C em voo até mais de 40º C no solo, entre outras características.

Outro combustível também utilizado na aviação, mas, geralmente, em aviões de menor porte, é a gasolina de aviação (GAV ou AVGas), produto mais processado e com características diferentes da gasolina comum. Em outubro, o litro dela foi comercializada por um valor médio de R$ 7,218 ao consumidor final.

 

UOL

Shopping Basket
%d blogueiros gostam disto: