Mais de 5,9 milhões de eleitores tiveram o título cancelado desde 2018

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Regularização pode ser feita através do site do TSE | Reprodução/Wikimedia Commons

 

Desde 2008, cerca de 5.951.242 milhões de pessoas tiveram o título de eleitor cancelado em todo o país, incluindo aqueles que votam no exterior. Os dados são da Justiça Eleitoral, atualizados na manhã desta 4ª feira (15.set).

O título pode ser cancelado quando o eleitor não comparece à votação e não justifica a ausência por três eleições consecutivas ou pelo não comparecimento à revisão biométrica. Apenas no Estado de Minas Gerais, o número de pessoas com o título anulado chega a 2,4 milhões, enquanto em São Paulo, ultrapassa 1 milhão.

Neste caso de irregularidade, o cidadão fica impedido de participar de concursos públicos, obter passaporte, CPF ou empréstimos, renovar a matrícula em instituições de ensino e praticar qualquer ato que exija a quitação do serviço militar ou imposto de renda.

Para regularizar o documento, é preciso entrar no site do Tribunal Superior Eleitoral e checar se há algum débito. Se houver, é preciso emitir um boleto e pagar a guia da multa. Posteriormente, é só solicitar a regularização do cadastro através do sistema Título Net.

 

SBT NEWS

Shopping Basket
%d blogueiros gostam disto: