Max Russi assegura aprovação da Assembleia do pacote de redução de impostos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Renúncia da carga tributária vai incidir sobre combustíveis, comunicação, gás, energia elétrica e telefonia.

Assessoria

 

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), acredita que o pacote de redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que incluem energia elétrica, comunicação, gás de cozinha e combustível, anunciado nesta terça-feira (28) pelo governador Mauro Mendes, trará reflexos positivos ao Estado. A nova medida, prevista para ter vigência em 2022, deve ser aprovada pelo Parlamento nos próximos dias e representa uma renúncia de R$ 1,2 bilhão da carga tributária.

Max Russi destacou a participação ativa do Parlamento na formatação do projeto, junto ao Executivo Estadual, atendendo aos anseios do contribuinte mato-grossense. Ele acredita que com a regulamentação da nova Lei, a partir do ano que vem, o cidadão passará a ter mais poder de compra, por exemplo.

“Foi um passo importante. Esse dinheiro, na mão do cidadão, vai retornar ao Estado em novos investimentos, em novas ações e com isso contribuir para o desenvolvimento de Mato Grosso”, avalia.

Outro ponto esclarecido pelo deputado é quanto aos investimentos previstos para o próximo ano. Segundo Max, a diferença no montante da arrecadação, a partir de 2022, não vai interferir nas ações públicas. “Tem uma série de investimentos que precisam ser feitos e dentro, do projeto aprovado, tem condições do Governo fazer tudo isso”, assegurou.

Conforme a nova proposta, será reduzido o ICMS da energia elétrica (de 25% e 27% para 17% a todos os setores), dos serviços de comunicação, como internet e telefonia (de 25% e 30% para 17%), da gasolina (de 25% para 23%), do diesel (de 17% para 16%), do gás industrial (de 17% para 12%) e do uso do sistema de distribuição da energia solar (de 25% para 17%).

 

Da assessoria

Shopping Basket
%d blogueiros gostam disto: