Peruchi Eletro de Alto Araguaia
Notícias

Melo diz que tapa buracos vai amenizar situação precária da MT-100

socialista reclamou das condições e cobrou do governo de Mato Grosso uma solução imediata
socialista reclamou das condições e cobrou do governo de Mato Grosso uma solução imediata

O vereador Gustavo Melo (PSD) não escondeu a satisfação ao ver a retomada da operação tapa buracos na MT-100 entre Alto Araguaia até a divisa com Mato Grosso do Sul. O edil constantemente passa pela via e testemunha o sofrimento de dezenas de trabalhadores que diariamente deslocam-se até Alto Taquari para desempenhar atividades trabalhistas em uma usina de produção de bioenergia. Produtores rurais das regiões do Gato Preto, Distrito do Buriti, Rio do Peixe e Colônia do Ariranha também relatam dificuldades para ter acesso às propriedades e o escoamento da produção com a precária situação da estrada.

No trecho de Alto Araguaia até a divisa com Mato Grosso do Sul, plantações de cana, milho e soja. Devido à importância para o escoamento da safra, produtores rurais e usuários da MT-100 cobram há anos melhorias na estrutura rodoviária do trajeto. Para ele, a operação tapa-buracos vai amenizar a situação e que o ideal seria uma completa restauração.

Em várias sessões na Câmara de Vereadores de Alto Araguaia, o socialista reclamou das condições e cobrou do governo de Mato Grosso uma solução imediata para mitigar os problemas enfrentados por quem rotineiramente trafega pela via. “A MT-100 tem importância significativa na região. É inadmissível a situação em que se encontra. O Governo do Estado já deveria, há um bom tempo, ter tomado medidas para contornar essa situação. A população não aguenta mais”, esbravejou.

Em visita às localidades rurais nos quadrantes do município interligadas pela via, Melo viu com bons olhos a realização da operação tapa buracos que vem sendo executada por uma empresa contratada pelo Governo de Mato Grosso. O edil, por sinal, vai intensificar o trabalho de fiscalização para garantir o bom andamento do trabalho para o restabelecimento das ideais condições de trafegabilidade na região.

O pior trecho está na altura do km16, nas proximidades da Fazenda Graciosa. Devido à grande quantidade de buracos, a velocidade máxima praticada por veículos de grande porte neste ponto chega a cerca de 5km/h. Veículos de passeio passam em torno de 10 a 15km/h. Essa combinação deixa motoristas cansados, o processo de transporte mais lento e o frete mais caro. Sem contar os prejuízos com a quebra de molas e pneus danificados.

“Essa operação tapa buracos está sendo executada para mitigar os problemas. De qualquer forma algo está sendo feito, o que nos enche de esperança de que a MT-100 será recuperada e que os problemas de trafegabilidade, que há vários meses tiram o sono de centenas de pessoas, será resolvido. Assim acreditamos. Continuaremos acompanhando de perto o trabalho e cobraremos o Governo do Estado para que se mantenha sentinela em relação às vias que são de responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura”, disse.

O trabalho de recuperação da MT-100 começou da divisa de Mato Grosso com Mato Grosso do Sul. Um trecho até o entroncamento com a MT-465, que dá acesso ao Distrito do Buriti e Rio do Peixe, já foi recuperado. A empresa instalou até uma usina de produção de massa asfáltica no km 30 da via, conhecida como “Sapo”. A expectativa é que o trabalho seja concluído em cerca de 60 dias.

Da Assessoria de Gabinete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar