Mesmo cortando R$ 281 milhões em salários, Globo tem aumento de prejuízo em 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Gastos da emissora também aumentaram 36% no primeiro semestre deste ano.

 

A Rede Globo encerrou o primeiro semestre de 2021 com um rombo estimado em R$ 144 milhões, o que representa uma piora de 122% em relação a 2020, quando a emissora, no mesmo período, amargou R$ 51 milhões em prejuízo.

O resultado negativo chama atenção, uma vez que o canal de TV realiza, desde 2019, seguidos cortes e demissões para tentar sair do alerta vermelho.

Nos últimos meses, inclusive, o número de artistas que deixaram a empresa parece ter acelerado. Faustão, Tiago Leifert, Lázaro Ramos, Ingrid Guimarães, Vera Fischer, Antônio Fagundes e Reynaldo Gianecchini estão entre as recentes baixas.

No início de setembro, a Globo divulgou um relatório em que aponta no primeiro semestre de 2021 uma “diminuição de R$ 281 milhões em pessoal como resultado das iniciativas contínuas de corte de custos”, segundo o jornalista Guilherme Ravache.

As despesas com rescisões e dissídios também são uma preocupação para a companhia comandada pela família Marinho. Houve “aumento de 48 milhões nas despesas pessoais explicado principalmente por indenizações e também por reajustes salariais anuais do sindicato trabalhista em acordos coletivos de trabalho”.

Os salários e encargos sociais, que em 31 de dezembro de 2020 representavam R$ 1,18 bilhão no balanço da empresa, caíram para R$ 853,45 milhões em 30 de junho de 2021.

Pra variar, os gastos também subiram. Houve elevação de 36% no primeiro semestre deste ano em relação ao ano passado. A emissora diz que o resultado é fruto do “retorno de eventos esportivos ao vivo e pela amortização de direitos esportivos de R$ 503 milhões, devido ao grande reescalonamento de jogos que afetou todas as competições do futebol brasileiro no ano de 2021”.

Além disso, cresceram os custos com gravações de programas e novelas devido aos protocolos de segurança contra a Covid-19.

Por outro lado, a receita líquida do canal de TV cresceu 17% (ou R$ 948 milhões) em relação ao mesmo período de 2020, totalizando R$ 6,451 bilhões.

Apesar dos prejuízos e de uma ligeira queda de 3% no caixa em relação ao ano passado, o grupo Globo tem R$ 12,5 bilhões disponíveis em suas contas.

 

CP

Shopping Basket
%d blogueiros gostam disto: