PERUCHI
NotíciasTô Ligado

MT 100: Governo pretende privatizar rodovia entre Barra do Garças e Alto Araguaia

O trecho de 252 km está em fase de estudo de planejamento e viabilidade

O trecho de 252 km está em fase de estudo de planejamento e viabilidade

O governo de Mauro Mendes anunciou em recente data sua pretensão de promover sete concessões que cobrem cerca de 1300 quilômetros de rodovias de Mato Grosso. Entre as quais estão os 252 km da MT-100 entre Barra do Garças e Alto Araguaia e outros 163 km pelas rodovias estaduais 240/326 entre Água Boa e Cocalinho.

Segundo dados da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), outras três concessões estão previstas também para este ano e que ora passam pela fase de planejamento e viabilidade. São elas: MT-220, que liga Sinop a Tabaporá, de Paranatinga a Canarana (MT-020), de Cuiabá a Rosário Oeste (MT-246).

Outras duas vias foram leiloadas em fevereiro de 2018, o trecho de 188 km nas rodovias MT-320/208, na região de Alta Floresta, no norte de Mato Grosso e o trecho de 111 km de Alto Araguaia a Alto Taquari pela MT-100, na região sudeste do Estado, já foi asfaltado e privatizado, beneficiando 130 mil moradores de cinco municípios de duas diferentes regiões do estado.

ARAGUAIA

No trecho da MT-100 entre Barra e Alto Araguaia falta ser concluído o trecho de chão de 14 km entre Torixoréu e Pontal do Araguaia. Sobram ainda mais dois pontos críticos na rodovia, os 32 km entre Ponte Branca a Araguainha e daquela cidade a Alto Araguaia, onde restam ser asfaltados cerca de 19 km, sem contar várias pontes que faltam ser construídas sobre córregos rios e grotões.

Esses três trechos citados são constantemente expostos em redes sociais nos últimos meses, principalmente neste período de chuvas quando a situação se agrava. Um dos locais mais críticos está situado na Serra da Arnica, no interior do município de Araguainha, enquanto os 14 km sem asfalto, entre Pontal e Torixoréu estão sendo corroídos por erosões de uma margem a outra.

Esse último trecho, na altura do km 40, serviu inclusive de cenário para o deputado estadual Ulysses Moraes (DC) publicar um vídeo a partir do fundo duma cratera onde pedia ajuda ao governador Mauro Mendes. Não se sabe se seu reclame chegou aos ouvidos do chefe de governo, sabe-se apenas que a cratera ameaça interromper o tráfego de veículos. No que diz respeito à concessão na MT-100, já foram privatizados 111,9 km (Alto Araguaia- Alto Taquari).

O prazo da concessão é de 30 anos, sendo que em cinco os investimentos somarão R$ 205 milhões, podendo chegar a R$ 745 milhões ao longo dos 30 anos. A melhoria reduziu em 200 km a distância ao porto de Santos (SP), via de regra é para onde demanda a produção de grão daquela região.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, é um otimista diante das concessões e diz que Mato Grosso seguirá o exemplo de estados que possuem 100% de sua malha viária pavimentada. “Nós precisamos ter coragem de fazer estas concessões porque são necessárias e urgentes. São investimentos a longo prazo”.

Fonte: Semana7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar