PERUCHI
Notícias

PM confirma morte cerebral de sargento baleado na cabeça em suposto assalto

De acordo coma assessoria da Polícia Militar, dos cinco envolvidos no crime, que foram presos, quatro usam tornozeleira eletrônica.

FOTOMONTAGEM ANDRÉ DA FM
FOTOMONTAGEM ANDRÉ DA FM

Fonte: Repórter MT

O sargento da Polícia Militar Carlos Venerio da Silva, teve morte cerebral confirmada na manhã desta quarta-feira (1º), no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá. Ele foi baleado na cabeça por bandidos que tentavam roubar sua caminhonete Hillux, no bairro São Matheus, em Várzea Grande, na noite anterior.

A assessoria da Polícia Militar confirmou o falecimento do oficial e disse também que cinco envolvidos na ação foram presos.

Dos bandidos detidos pela PM, quatro fazem uso de tornozeleira eletrônica e um quinto foi preso na região central da cidade por estar com um mandado de prisão em aberto.

João Carlos de Godoy Machado, 56 anos, foi apontado pelo filho do sargento com participante do crime. Ele foi detido por estar com um mandado de prisão – motivo não informado – em aberto.

O primeiro criminoso a ser preso foi Lenilson Ferreira de Campos, 22 anos. De acordo com a PM, a tornozeleira dele indicou que o criminoso estava no local na hora do crime.

Após ser detido pela polícia, Lenilson indicou a participação de outros dois criminosos que também fazem uso de tornozeleira eletrônica. Eles foram identificados como Odenir Araujo de Almeida e Joselino Brito de Sousa.

Lenilson também confessou que outro envolvido, identificado como Nayton Pereira Gasquer, emprestou um carro para a fuga dos bandidos após o crime. Nayton também foi detido e encaminhado para a delegacia.

Ainda de acordo com a Força Tática, uma testemunha reconheceu Lenilson, através de uma foto, como participante da ação criminosa.

A Polícia Civil acompanha o caso.

O fato

O crime aconteceu por volta das 18h30. De acordo com informações da Polícia Militar, o sargento estava em uma sorveteria com a mulher e a filha, quando dois bandidos chegaram e atiraram na cabeça do militar.

Após o crime, os bandidos fugiram e os policiais da região tentam capturá-los.

O sargento foi encaminhado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Pronto Socorro de Várzea Grande em estado gravíssimo.

No momento da entrada do militar na unidade de saúde, a morte cerebral já era esperada, como foi noticiado pelo .

Transferido vivo

Em nota, a assessoria do Pronto-Socorro de Várzea Grande disse ao que o sargento foi transferido da unidade ainda com vida. E que a decisão da transferência partiu da família do militar.

Disse também que ele passou por uma tomografia e foi avaliado por um médico neurocirurgião. O sargento foi transferido da unidade por volta das 22h.

Leia a nota na íntegra:

O paciente foi transferido do Hospital e Pronto-Socorro de Várzea Grande por volta das 22h desta ter-feira (28). O quadro de saúde dele era gravíssimo. O paciente enquanto esteve no Pronto-Socorro recebeu toda assistência das equipes médicas, foi submetido a tomografia e passou por avaliação de um médico neurocirurgião. Mas diante dá gravidade a família optou por transferi-lo para um hospital particular. O paciente não chegou a passar por procedimento cirúrgico no Pronto-Socorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar